Pixies, Brownies e Goblins

Os fir bolg, o quarto ovo a habitar a Irlanda, era uma raça pigmeia de pele escura. Os Romanos os chamavam de pictos por causa de suas elaboradas tatuagens pictórias que adornavam seus corpos, dessa palavra veio o nome pixie.

Outras raças humanas pequeninas existem em todos os continentes, mesmo em lugares remotos, como no Havaí, onde são chamados de mini hunis.

Dessas culturas, apenas a pigméia do Congo sobreviveu intacta, a altura média de um pigmeu é de 1,5 metros, e o mundo ocidental passou a conhecé-los quando o poeta grego Homero escreveu a respeito deles no século VIII a.C.

Os escritores da antiguidade raramente distinguem entre anões, pgmeus, gnomos e elfos, e, talvêz, todos esses seres tenham vindo de uma única fonte, Os escritores modernos em geral os classificam como fadas ou povos encantados. Todavia, embora possa ter tido origem comum, a história mítica desses seres certamente foi bem diferente.

Os pictos da pederneira foram muitas vezes e conquistados e reduzidos por sucessivas invasões de povos de maior estatura e armados com armas mais desenvolvidas, como os tuatha, milesianos, romanos, anglo-saxões e normandos.

Na renascença, eles eram apenas uma lembrança e um mito. Atualmente, em forma espiritual, tornaran-se conhecidos como pixies, pucksies, pookas e brownies. Alguns se tornaram em misteriosas luzes no pântano, chamados de fogo-fátuo, que desorienta os viajantes.

Na forma de uma cavalo negro, os pookas irlandeses arruinaram as plantações que não haviam sido colhidas até o samhain. Mas o antigo povo não foi simplismente exterminado pelos outros povos, ao longo dos séculos houve grande missigenação e muitas pessoas dizem descender desses antigos habitantes da Europa.

Muitas bruxas medievais diziam que sua sabedoria vinha das fadas, bruxas e fadas aparecem juntas na mitologia. Uma prática comum   as fadas era o trabalho de parteira, onde uma criança comum era trocada por uma criança das fadas.

EM 1961, foi descoberta uma síndrome chamada de Síndrome de Williams, onde 1 a cada 20.000 nascimentos provoca o surgimento de uma criança com personalidade amorosa e sensível aos sentimentos dos outros. Apesar de terem QI baixo, muitos são contadores de história e tem talento para a música. O que chama a atenção é a aparência, muitos tem estatura baixa, com nariz arrebitado, orelhas ovais e boca grande com lábios grossos, o que nos remete a aparência de um elfo.

Os brownies são os famosos elfos domésticos, em contraste com as fadas eles sào cobertos por uma pelagem marrom encaracolada e têm um rosto marrom enrrugado.  São guardiões dos lares e realizam pequenas tarefas domésticas durante a noite. Preferem morar em fazendas e as vezes acompanham a família nas mudanças. Gostam que deixem uma tigela de creme e um pouco de pão como oferendas. Na Alemanha são chamados de kobolds, na Dinamarca de nis, na Inglaterra goblins e na França são conhecidos como gobelins ou lutins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *