Pastor retira um rato do umbigo de um fiel

Um vídeo publicado no youtube mostra alguêm retirando um rato morto de dentro do umbigo de uma pessoa,  para supostamente desfazer um trabalho de macumba.
O filme foi publicado no começo de junho de 2015 e mostra o que parece ser um procedimento feito durante uma cerimônia religiosa.
Com o título “Ungido pelo Senhor Jesus, desfaz uma macumba, e retira um rato da barriga”, no vídeo de  1 minuto e dezessete segundos pode-se ver uma pessoa fazendo movimentos  com as mãos em cima da barriga de alguém com abdômen avantajado, ao som de uma voz feminina conduzindo uma oração.
Ao final é retirado um rato morto de dentro do umbigo do pobre coitado, aos gritos de “aleluia” e “glória a Deus”, e dentro da barriga do animal havia inúmeras agulhas!
Na descrição do vídeo no YouTube o rato encontrado na barriga do “paciente” é atribuído a um suposto “trabalho de macumba” que teria sido feito contra o fiel.
Veja o vídeo :

Não existe no vídeo menção de onde isso teria ocorrido. Mais durante a cirurgia pode-se vários procedimento de manejo que são executados por mágicos, como os que fazem truques para tirar moedas do ouvido das pessoas.

Esse tipo de prática é muito comumente utilizada por charlatões que realizam falsas cirurgias espirituais, e agora parece estar passando para o âmbito das igrejas evangélicas.

Veja um video demonstrando como fazer esse procedimento.

Veja também uma explicação de como prever os objetos na mão :

Veja também como criar sangue artificial para aumentar o realismo da cirurgia :

Mágica barata ou milagre cristão ? O que seria esse procedimento estranho ? Ao assistir o vídeo minuciosamente não podemos ver a imagem do rato morto escondido nos dedos do pregador, mais é evidente a posição dos dedos no padrão dos trabalhos mágicos usados em troques de aparecimento e desaparecimento de coisas. 

Deixamos ao leitor a decisão, faça sua contribuição nos comentários do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *