O milagre da clara de ovo.

Veja a mensagem original como nos foi apresentada sem adições ou correções ortográficas
“...O milagre da clara de ovo
Após uma queimadura muito séria no braço e rosto numa explosão de gás, a família ligou imediatamente para uma enfermeira conhecida, muito conceituada, para saber dos primeiros socorros.
Recomendou água, muita agua corrente, e depois, para tirar a dor, mel.
Só que a dor começou a ficar insuportável. Corremos ao google e investigamos a clara de ovo. Lá dizia que era muito bom para queimadura.
O alívio foi imediato. Foi usada até passsar a dor, uma hora mais ou menos.
Nenhuma seqüela. Queimadura Olha que interessante!!!

Num curso de ‘AGENTE DE SAÚDE COMUNITÁRIA’ foi ensinado que, na hora da queimadura, seja lá a extensão que for, a primeira providência é colocar a parte afetada debaixo de água fria corrente até que o calor diminua e pare de queimar outras camadas de pele.
Depois devemos passar clara de ovo, levemente batida.
Pois, pasmem, na semana passada, uma amiga, queimou uma grande parte da mão com água fervendo. Colocou então a mão em baixo da torneira, bastante tempo, para tirar aquele calor inicial, porque a dor era violenta.
Então abriu 2 ovos e separou as claras, bateu um pouco, e ficou com a mão naquela coisinha chata, que era a clara.
Estava tão queimada a mão, que assim que ela colocava a clara em cima secava e ficava uma película, que depois ficou sabendo que era colágeno natural. Ficou pelo menos uma hora colocando camadas de claras na mão.
À tarde, não sentia mais dor alguma, e no dia seguinte apenas havia a marca vermelha arroxeada onde havia queimado.
Pensou que ficaria com uma cicatriz horrível, mas para sua surpresa, depois de 10 dias não está com nenhuma marca do acontecido. Nem a cor da pele mudou. A parte queimada foi totalmente recuperada pelo colágeno existente na clara de ovos, que na verdade é uma placenta cheia de vitaminas.

Repassem!
Sempre existe alguém que pode precisar.
Instituto de Botânica – Seção de Ficologia
Caixa Postal 4005
01061-970 São Paulo, SP, Brasil…”

VERDADE OU MENTIRA ?

Analisando esse texto, podemos ler várias informações desencontradas.
“Após uma queimadura muito séria no braço e rosto numa explosão de gás, a família ligou imediatamente para uma enfermeira conhecida, muito conceituada, para saber dos primeiros socorros. Recomendou água, muita água corrente, e depois, para tirar a dor, mel.”
Em nenhum momento é revelado o nome da família. Tampouco não se sabe quem é a enfermeira “conhecida” e “conceituada”. Boatos possuem sempre as mesmas características:
– Informações incompletas ou erradas;
– Pedem que sejam repassadas;
– Citam o nome de pessoas ou instituições para dar um ar de veracidade ao texto;
Nas próximas linhas:
“Num curso de ‘AGENTE DE SAÚDE COMUNITÁRIA’ foi ensinado que, na hora da queimadura, seja lá a extensão que for, a primeira providência é colocar a parte afetada debaixo de água fria corrente até que o calor diminua e pare de queimar outras camadas de pele.”
Apesar do texto não explicar o que seria o curso de “Agente de Saúde Comunitária”, esse é o único parágrafo correto em todo o texto! A orientação em relação à queimaduras é que se tente resfriar a área afetada com água ou toalhas umedecidas e procurar socorro médico.
Prosseguindo:
“Depois devemos passar clara de ovo, levemente batida… Então abriu 2 ovos e separou as claras, bateu um pouco, e ficou com a mão naquela coisinha chata, que era a clara… Estava tão queimada a mão, que assim que ela colocava a clara em cima secava e ficava uma película, que depois ficou sabendo que era colágeno natural. Ficou pelo menos uma hora colocando camadas de claras na mão.”
Os trechos do texto acima demonstram que o autor não estava mesmo com a intenção de ser compreendido. Por exemplo, a moça (sem nome) teve a mão queimada com água fervente e ao passar a clara de ovo no ferimento formou-se uma película no local!
É pouco provável que isso tenha acontecido, a menos que o ovo tenha fritado quando entrou em contato com a mão quente da amiga! Será? Achamos que não, pois na mesma linha o texto diz que a acidentada havia colocado a mão na água fria antes!
A clara de ovo não possui colágeno. A clara é constituída de mais de 13 proteínas, como a ovoalbumina e a ovotransferrina.
A seguir :
“…À tarde, não sentia mais dor alguma, e no dia seguinte apenas havia a marca vermelha arroxeada onde havia queimado.
Pensou que ficaria com uma cicatriz horrível, mas para sua surpresa, depois de 10 dias não está com nenhuma marca do acontecido. Nem a cor da pele mudou. A parte queimada foi totalmente recuperada pelo colágeno existente na clara de ovos, que na verdade é uma placenta cheia de vitaminas.”

A clara do ovo também não é uma placenta. A placenta é formada apenas por animais placentários. As aves são ovíparos.
O doutor Luiz Philip Molina Viana, explica que o uso de substâncias como pasta de dente, manteiga, pó de café, clara de ovo e outras misturas caseiras só atrapalham e às vezes até prejudicam na cicatrização do local afetado. O local ferido pode se contaminar ao entrar em contato com esses tipos de preparados. O ideal é se resfriar o ferimento e procurar ajuda médica!
Em algumas versões, o texto vem assinado pelo Instituto de Botânica – Seção de Ficologia. Apenas a título de curiosidade, “Ficologia” é uma especialização da Biologia voltada para o estudo das algas. Existem centenas de Instituto de Botânica espalhados pelo mundo, portanto uma informação muito genérica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *