Nabau: O Mistério da Cobra Gigante.

O presente caso trata de “Nabau – O Mistério da Cobra Gigante” que traz uma foto de uma suposta imagem de um monstro flagrado nadando num rio. Será verdade ou mais um boato de internet?

O texto a seguir é de autoria de Richard Shears, blog Área 51: De acordo com a lenda, Nabau era uma terrível cobra de mais de 100 pés de comprimento com cabeça de dragão e 7 narinas. Mas agora nativos que vivem ao longo do rio Baleh em Bornéu acreditam no retorno da criatura mística após a divulgação de uma foto de uma cobra gigante nadando em um braço remoto do rio.
“A foto, capturada de helicóptero por um membro de um time de resgate, que monitorava áreas de alagamento, gerou um intenso debate sobre sua autenticidade. Até mesmo o respeitado jornal “New Straits” em Kuala Lumpur pediu aos leitores que fizessem seu próprio julgamento sobre as fotos.
Nativos que alegam terem visto o animal dizem que lhe deram o nome de Nabau, em referência à serpente marinha que pode se transformar em outras formas de animais.
Pessoas que analisaram a fotografia descartaram a possibilidade de ser um tronco.

Um colunista perguntou: “Um tronco não pode se contorcer, pode?”. Outros sugeriram que era uma lancha, o que foi descartado por conta da marola de arrasto estar torta.
A acusação mais comum é que a foto simplesmente foi manipulada digitalmente, enquanto outros dizem que o rio Baleh é de cor diferente da mostrada na foto.
Mas nativos que insistem que a cobra existe dizem que fotos da criatura em diferentes partes da selva provam que ela está se movimentado pelos braços dos rios.

No começo do mês cientistas escavaram o fóssil de uma serpente assassina que era maior do que um ônibus, mais pesada que um carro pequeno e podia engolir um boi inteiro.
O monstro de 45 pés – chamado Titanoboa – era tão grande que vivia a base de uma dieta de crocodilos e tartarugas gigantes, esmagando-os e os devorando por inteiro.
Pesando impressionantes 1.250 quilos, ela deslizava pelas florestas tropicais da América do Sul há 60 milhões de anos atrás, somente 5 milhões de anos após o desaparecimento dos dinossauros.
Esqueletos parciais da matadora pré-histórica foram achados em uma mina de carvão Colombiana por um time estrangeiro de caçadores de fósseis.(Blog Área 51)
Uma forma de descobriri a origem desse mistério e colocar a endereço eletrônico da imagem no serviço de busca TinEye. E pronto, aqui está a foto original :

A fotografia original é do rio Congo, na África. Nada de Bornéu, e presumivelmente, nada de Nabau gigante. Apenas uma foto do rio Congo, uma “serpente” adicionada digitalmente’
A cobra gigante em fotografia é uma grande fraude. ‘
Fontes : E-faras, Ceticísmo aberto, Área 51.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *