Lithha

O Solstício do Verão (ou Meio do Verão, Alban Hefin ou Litha), também sabido porquê Dia do que São João, na Europa, marca do dia mais longo do ano, quando o Sol está sobre teu remate. Para os Bruxos e os Pagãos, isso dia sagrado simboliza o controlar do sol, que marca um importante pingo decisivo da Grande Roda Solar do Ano, pois, posteriormente o Solstício do Verão, os dias se tornam declaradamente mais curtos.

Em certas tradições wiccanas, o Solstício do Verão simboliza o término do reinado do ano crescente do Deus Roble, que é, portanto, sucedido pelo Sr. sucessor, o Deus Azevinho do ano descensional. (O Deus Azevinho reinará até o Sabbat do Inverno do Natal, o dia mais limitado do ano.)

O Solstício do Verão é uma quadra tradicional, onde os Bruxos colhem as ervas mágicas para encantamentos e poções, pois acredita-se que o conseguir nativo das ervas é mais possante nesse dia. é o momento ideal para as divinações, os rituais com trato e o incisão do que varinhas divinas e dos bastões. Todas as formas desde magia (principalmente as do paixão) são também extremamente potentes na véspera do Solstício do Verão, e acredita-se que aquilo que for sonhado nessa noite se tornará verdade para qual sonhar.

Os mantimentos pagãos tradicionais do Sabbat do Solstício do Verão são verdura frescos, frutas do verão, rosca do que centeio integral, cerveja e hidromel.

Incensos: olíbano, limão, mão de vaca, pinho, rosa e glicínia.

Cores das velas: azul, virente.

Pedras preciosas sagradas: todas as pedras verdes, mormente no sentido de esmeralda e o jade.

Ervas ritualísticas tradicionais: camomila, cinco-folhas, sabugueiro, funcho, daga, espera, lavanda, feto masculino, artemísia, pinho, rosas, relva-do que-são-joão, tomilho selvagem, glicínia e verbena.

Ritual do Sabbat Litha

O ritual que se segue é tradicionalmente realizado pelos Bruxos numa clareira na floresta, num grande horto distante, em o cimeira do que uma colina ou em qualquer outro lugar da Natureza. Comece arrumando pedras dentro de soalho para formar um grande círculo com murado dentre 3m dentre diâmetro. Com uma gládio cerimonial consagrada ou uma longa vareta com madeira (preferivelmente uma vara a sorveira proximamente cortada), trace o símbolo poderoso e exageradamente mágico do que um pentáculo (estrela com cinco pontas) dentro com círculo com pedras. Acenda cinco velas verdes para simbolizar os poderes da Natureza e para fertilidade, e coloque uma em todo ponta do pentagrama, começando pelo nascente e continuando em movimento destrógiro.

Monte um altar ou coloque uma pedra grande e achatada dentro de núcleo do pentagrama voltada para o setentrião, porquê um altar, e, com relação a ela, uma estátua representando em direção a Diva. Em qualquer lado dela, acenda uma vela branca dentre altar. No interior de pingo cardeal correspondente ao Modo, coloque um sino com latão, consagrado, e um incensório do que olíbano com louvor dentre mão de vaca. No interior de região cardeal correspondente à Chuva, coloque um copo com vinho, um pequeno prato com sal e uma pequena tigela com chuva (preferivelmente chuva fresca da chuva).

Reparo:

Ao preço de associação dos elementos com os quadrantes não é um protótipo fixo, somente um padrão.

As conexões com os quadrantes varia numeroso com lugar para lugar, dentre tradição para tradição. Existe essa associação “padrão” Setentrião-Terreno, Sul-Queima, Poente-Chuva e Levante-Respiração porque para os europeus:

. o Setentrião é essa terreno escura, misteriosa, desde onde “vinham os deuses”

. o Sul é a onde vem o calor, pois é onde sobra com destino a risca do Equador para eles

. o Ocaso tem o oceano (chuva)

. o Nascente traz os ventos do continente

Foi logo que eles fizeram essas relações. Zero impede que todo pessoa, tradição ou coven modifique isso a combinação com o lugar nos quais estão. Exempli gratia, em o Sapão faria mais sentido, entendendo as mesmas associações supra, o Queimada ao Setentrião, essa Terreno ao Sul, essa Chuva com destino a Este e o Postura no sentido de Ocaso. O que importa é manter as oposições: Terreno/Queimada e Chuva/Paralisia.

Abençoe o vinho, cobrindo o copo com as palmas das mãos, enquanto quê: EU CONSAGRO E ABENÇÔO ESTE VINHO SOB O NOME DIVINO DA DEUSA. Salpique um tanto desde sal e algumas gotas dentre chuva em cima de o sino a latão, para abençoá-lo, e diga: COM SAL E ÁGUA EU CONSAGRO E ABENÇÔO ESTE SINO SOB O NOME DIVINO DA DEUSA. ABENÇOADO SEJA.

Acenda o olíbano e com destino a mão de vaca. Levante os braços para o firmamento, feche os olhos e preencha na direção de sua mente com pensamentos e visões agradáveis da Divindade Mãe, enquanto diga: OH, ABENÇOADA MÃE TERRA, DEUSA-VENTRE, CRIADORA DE TUDO, Com destino a TI É CONSAGRADO ESTE CÍRCULO SAGRADO. EM TEU NOME SAGRADO E SOB Ao preço de TUA PROTEÇÃO INICIA-SE ESTE RITUAL DO SABBAT.

Faça toar o sino três vezes e invoque: ESPÍRITO FEMININO SAGRADO DO AR, VIRGEM DO FOGO, BELA E FORMOSA, MÃE TERRA, DOADORA DE VIDAS, ANCIÃ DA ÁGUA, SEM IDADE E SÁBIA, EU INVOCO Autor TUA DIVINA IMAGEM. Coloque o sino dentre retornança junto de altar dentre pedra e, logo, com ambas as mãos. Ligeiro o taça dentre vinho aos lábios. Beba algo dele e derramamento o restante em cima de meio do pentagrama, porquê libação à Diva, enquanto como: EU DERRAMO ESTE VINHO ABENÇOADO COMO UMA OFERENDA Essa TI, OH GRACIOSA DEUSA DO AMOR, DA FERTILIDADE E DA VIDA.

Coloque o taça desabitado com vinda em cima de altar. Repetidamente faça tanger o sino três vezes e diga: COM O SOL NO SEU ZÊNITE EU REALIZO ESTE RITUAL DO SOLSTÍCIO EM HONRA Caso TI, OH GRANDE DEUSA. E EM TEU SAGRADO NOME EU AGORA DOU GRAÇAS. À MEDIDA QUE OS DIAS BRILHANTES COMEÇAM No sentido de ENFRAQUECER O TEU AMOR DIVINO E OS TEUS PODERES DE CURA CRESCEM MAIS FORTES.

Ajoelhe-se diante do altar. Ofereça mais bajulação. Faça toar o sino em honra à Diva e, logo, diga em voz subida e em tom feliz: ABENÇOADA SEJA Por DEUSA! ABENÇOADA SEJA E DEUSA! Na direção de DEUSA É VIDA. Em DEUSA É AMOR, ELA FAZ GIRAR Caso GRANDE RODA SOLAR QUE MUDA AS ESTAÇÕES E TRAZ NOVA VIDA PARA O MUNDO. ABENÇOADA SEJA Em direção a DEUSA! ABENÇOADA SEJA Por DEUSA! E DEUSA É Autor LUA E AS ESTRELAS. E DEUSA É O CICLO DAS ESTAÇÕES. ELA É E VIDA, ELA É Por MORTE, ELA É O RENASCIMENTO. ELA É O DIA, ELA É Ao preço de NOITE, ELA É E ESCURIDÃO, ELA É Com destino a LUZ, ELA É TODAS AS COISAS SELVAGENS E LIVRES. ASSIM SEJA.

O Ritual do Solstício do Verão deve ser seguido do que um boda do que alegria e do quina feliz com músicas folclóricas mágicas pagãs e/ou da recitação dentre trova inspirada na Divindade. O Solstício do Verão é o momento tradicionalmente propício à colheita a ervas mágicas para encantamentos e poções (principalmente as da magia do paixão). é também o tempo ideal para realizar divinações e rituais com tratamento, e para trinchar varetas e bastões com divinação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *