Garrafas plásticas no interior do veículo causam cancer de mama!

Veja a mensagem original como nos foi apresentado, sem adições ou correções ortográficas.
Mostrar detalhes Ocultar detalhes
GARRAFAS DE PLÁSTICO DEIXADAS NO CARRO.
INFORMEM AS MULHERES/NAMORADAS, QUE A ÁGUA DE GARRAFA DE PLÁSTICO DEIXADA NO CARRO É EXTREMAMENTE PERIGOSA! FOI ASSIM QUE SHERYL CROW TEVE CANCER DE MAMA. ELA PARTICIPAVA DO SHOW ELLEN E FALOU EXATAMENTE DESTE ASSUNTO. ESTA QUESTÃO FOI IDENTIFICADA COMO A CAUSA MAIS COMUM DOS ALTOS NÍVEIS DE CANCER DA MAMA, ESSENCIALMENTE NA AUSTRÁLIA. A MÃE DE UM AMIGO, A QUEM FOI DIAGNOSTICADO CANCER DA MAMA, FOI INFORMADA PELO MÉDICO DE QUE NUNCA DEVIA BEBER ÁGUA ENGARRAFADA QUE DEIXAMOS NO CARRO. O MÉDICO ADVERTIU, QUE ÁGUA EM GARRAFAS DE PLÁSTICO DEIXADAS NO CARRO, AQUECEM COM O SOL E, COM O CALOR, SE CONTAMINAM COM OS ELEMENTOS QUÍMICOS DO PLÁSTICO E QUE PODEM CAUSAR O CANCER DA MAMA. POR ISSO, TENHA CUIDADO E NUNCA BEBA A ÁGUA QUE FOI DEIXADA NO CARRO. E AVISE TODAS AS MULHERES QUE CONHECEM. ESTA É UMA INFORMAÇÃO QUE DEVEMOS CONHECER E REPASSAR. O CALOR PROVOCA AS TOXINAS DO PLÁSTICO QUE PASSA PARA A ÁGUA. ESSAS TOXINAS FORAM ENCONTRADAS NOS TECIDOS MAMÁRIOS. USE FRASCO TÉRMICO OU GARRAFA DE VIDRO EM VEZ DE GARRAFAS DE PLÁSTICO. POR FAVOR, INFORMEM TODAS AS VOSSAS AMIGAS E TODOS OS AMIGOS QUE TENHAM MULHER, NAMORADA E FILHAS E JÁ, AGORA, NÃO BEBAM MAIS TAMBÉM.

É difícil saber onde começam e quem inventa esses boatos, mas tudo indica que a idéia é derivada de uma tese de doutorado da turma de 2001 da Universidade de Idaho, nos Estados Unidos. As primeiras versões desse boato são em inglês porêm encontramos também esse mesmo texto em francês e espanhol!
A revista Prevenir, uma publicação portuguesa, em sua edição de julho de 2008, desmente várias histórias relacionadas às garrafas de plástico. Para ler, clique aqui:
O site Caçadores de Mitos do plástico também mostram que essa história é um boato!

O Instituto Brasileiro de Controle do Cancer IBCC mostra que “a questão central não é a garrafa de água deixada no carro. O fato de ela estar ou não no automóvel não faz a menor diferença como causa do câncer de mama;” e que desde a década passada muitos estudos mostram que os plásticos utilizados para acondicionar alimentos contêm substâncias que atuam como hormônios femininos (estrogênios), um tal de Bisfenol-A, que pode passar para os alimentos e o meio ambiente porém, não há nenhuma comprovação científica sobre a relação do estrógeno presente nas garrafas plásticas e o desenvolvimento do câncer de mama, apesar das pesquisas que vêm sendo realizadas há quase 10 anos.
O câncer ainda não é uma doença totalmente entendida pela medicina e apesar dos avanços no combate e prevenção, não se sabe quais são as causas dos vários dos tipos de câncer conhecidos. Sabe-se apenas que alguns tipos de câncer são de origem hereditária e que certos indivíduos têm predisposição à doença e sabe-se também que certas variações de câncer surgem do nada, sem motivo aparente.
Os médicos, porém, são unânimes em afirmar que algumas formas de se previnir e de se reduzir a probabilidade do surgimento do câncer são:
1. Alimentação saudável (rica em fibras e pobre em gordura animal, evitando a ingestão de hormônios naturais e sintéticos);
2. Atividades física e de lazer;
3. Atenção ao corpo, por meio do auto-exame (mama, boca, pele, testículos e tireóide); (saiba mais nos links de auto-exame ao lado).
4. Abandono de vícios como fumo, álcool e drogas em geral.
5. Acompanhamento médico anual, com realização de exames de imagem (se necessário).
Fonte: Instituto Brasileiro de Controle do Cancer.
Então não há perigo em deixar garrafas dentro do carro?
O que pode acontecer no caso de uma garrafa de plástico deixada dentro do carro, sob o forte calor, é que alguns fungos e bactérias podem se desenvolver no interior do recipiente. Quem ingerir essa água contaminada pode sofrer com diarréias, vômitos e nauseas. Mas nada tão forte como um câncer, por exemplo. No entanto, esses fungos e bactérias poderiam se desenvolver em qualquer recipiente e não apenas nas garrafas de plástico.
E a parte que fala da Shery Crow?
O texto que circula pela internet diz que a cantora Sheryl Crow falou sobre a sua doença durante o Show Ellen. O autor não fala diretamente, mas dá a entender que a cantora “contraiu” a doença bebendo água engarrafada. Sheryl Crow realmente passou por um tratamento, há alguns anos, para combater um câncer, mas nunca, em nenhum show, ela afirmou que a sua doença era ou foi causada pela ingestão de água de garrafas plásticas. Esse trecho do texto foi colocado ali apenas para dar mais credibilidade ao boato.
Garrafas de plástico não causam câncer. No entanto, não é bom ingerir água deixada nos carros por causa da possível proliferação de bactérias nocivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *