Decola Galeão *.*

Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, Antonio Carlos Jobin, Galeão.
Decola Galeão é uma campanha do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro que desperta a comunidade para se orgulher do principal portão de entrada do turísmo brasileiro. O aeroporto é um bem dacidade do RIo de Janeiro e uma alavanca do seu desenvolvimento econômico e social.
Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro / Galeão – Antônio Carlos Jobim (IATAGIGICAOSBGL) é o segundo maior aeroporto internacional do Brasil, estando localizado na cidade do Rio de Janeiro (RJ), mais especificamente na Ilha do Governador. O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro / Galeão possui o maior sítio aeroportuário e a maior pista de pouso e decolagem do Brasil, sendo a mais importante porta de entrada aérea para todo o estado do Rio de Janeiro. O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Antônio Carlos Jobim geralmente conhecido como Galeão é o 2° Aeroporto mais movimentado do Brasil, perdendo apenas para o Aeroporto Internacional de Guarulhos com aproximadamente metade do número de voos.

Com uma área de 17,88 km², recebe todos os voos internacionais e a maior parte dos nacionais que servem ao Rio de Janeiro. Possui dois terminais de passageiros (TPS1 e TPS2), com capacidade para sete milhões e oito milhões de passageiros, respectivamente, totalizando 171 balcões de check-in, 24 horas por dia em operação.
Dispõe de 62 posições de estacionamento para aeronaves, sendo 38 com pontes de embarque e as demais remotas. O aeroporto ainda é servido por um dos maiores, mais modernos e bem aparelhados Terminais de Logística de Carga do Brasil.2 Trata-se do quarto terminal de cargas mais movimentado do país,1 responsável por 6,2% do fluxo total desta natureza nos aeroportos brasileiros em 2007.1 A Base Aérea do Galeão fica situada em seu perímetro.

O Aeroporto do Rio de Janeiro possui a segunda maior pista de aterrissagem do Brasil (4.200 m),2 perdendo apenas para a Pista de Gavião Peixoto – EMBRAER, esta com 4.967 metros de comprimento, no Estado de São Paulo, tendo recebido pousos e descolagens do mítico Concorde na linha área Paris-Rio. Eram duas frequências semanais com uma escala em Dakar, perfazendo o trajeto em sete horas e meia. A despedida do Concorde do Aeroporto do Galeão foi em 1982, quando a Air France cancelou este e outros voos deficitários. o RIOgaleão foi o primeiro aeroporto do país e da América latina a poder receber aeronaves Airbus A380, após o aeroporto cumprir todos os requisitos necessários para a recepção e operação segura dessas aeronaves, em conformidade com a legislação aplicável e com os procedimentos aceitos pela ANAC.
O plano diretor do aeroporto prevê a construção de mais dois terminais de passageiros (TPS3 e TPS4) além de uma nova pista, paralela à atual 10/28, porém menor comprimento.
No dia 5 de Janeiro de 1999, uma lei federal alterou a denominação do aeroporto,3 em homenagem ao músico e compositor Antonio Carlos Jobim, falecido em 1994.
Em 29 de agosto de 2004, foram transferidos todos os voos, com exceção da Ponte aérea Rio-São Paulo e voos regionais, do Aeroporto Santos-Dumont para o Galeão,4 com o objectivo de proporcionar maior conforto aos passageiros. O Santos-Dumont, com capacidade para 2 milhões de passageiros/ano, atendia a aproximadamente 5,3 milhões, sendo que o Galeão, possuindo uma capacidade de até 15 milhões, atendia a uma demanda de apenas 5 milhões de passageiros/ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *