Conspiração do Acre.

Essa teoria da conspiração maluca surgiu, até onde sabemos, no site Jovem Nerd. Trata-se de uma brincadeira bem humorada e criativa dos editores do site e foi batizada de “ACRE, VOCÊ ACREDITA ? ” Com direito até a cartaz .

Esta teoria diz que o Acre foi inventado para que o governo brasileiro pudesse desviar verbas sem medo de represálias. Por que o governo inventaria isso? Não é segredo que o governo federal distribui verbas para cada união federativa, certo! Ou seja, se uma determinada UF não existe e todos acreditam que ela existe, você pode desviar a verba daquela UF sem precisar prestar contas.
Inclusive com a conivência da Rede Globo de Televisão, sendo que a capital do estado do Acre (Rio Branco) não passa de uma simples cidade cinematográfica desta emissora, montada no Projac ou ProjAcre.
Assista trecho da palestra de Alottoni & Azaghal do Jovem Nerd durante a Conferencia de Planejamento de 2008 falando sobre o case “O Acre existe?”, e explicando como começou essa polêmica
Ouça tambêm um trecho do Podcast Jovem Nerd com os cometários mais polêmicos sobre o assunto : Essa história foi gerada atravêz de um e-mail de um fã do site jovem nerd que levantou o seguinte questionamento : Você já comeu alguma comida típica do Acre? Você já conheceu alguém que foi para o Acre? Você já viu anúncios de viagens para o Acre? Você já viu corredor da São Silvestre do Acre? Você já viu uma previsão do tempo do Acre? Um breje comentário sobre esse e-mail, bastou para imediatamente surgissem em vários contos notícias e questionamentos sobre a existência do estado do Acre, fazendo com que a brincadeira ganhasse proporções nacionais, como esclarecem os editores do site na acima entrevista. Rapidamente a brincadeira se tornou teoria de conspiração e se alastrou pela internet, ganhando defensores e sendo confirmada por fatos e situações inusitadas. Como essa imagem do anúncio do horário de verão do site G1, em que o estado do Acre aparece anexado ao Amazonas. Um fator que facilitou a criação da polêmica é história conturbada das disputas de Brasil e Bolívia pela posse desse estado e a sequencia de conflitos ocorridos naquela região. Foi por causa desse estado que a ferrovia Madeira-Mamoré foi construída, em Rondônia. A exploração do comércio da borracha levou muitos brasileiros, principalmente nordestinos, à região do Acre, área que pertencia à Bolívia desde 1867. Eles se recusaram a obedecer às autoridades bolivianas e criaram um território independente exigindo sua anexação ao Brasil. Em 1899, com apoio do governo do Amazonas, os seringalistas brasileiros criaram a República do Acre, que logo foi extinta pelo exército brasileiro. A região foi devolvida aos bolivianos, e em 1901 a Bolívia arrendou o Acre ao The Bolivian Sindicate of New York City in North America. Em 1902, os brasileiros instalados no Acre se rebelaram e expulsaram denovo as forças armadas bolivianas. Em 1903, o líder da revolta, José Plácido de Castro e Castro, foi aclamado governador do Estado Independente do Acre. Mas durou pouco. Em 17 de novembro de 1903, Brasil e Bolívia assinaram o Tratado de Petrópolis: o Brasil comprou a região por 2 milhões de libras esterlinas, comprometeu-se a construir a estrada de ferro Madeira-Mamoré e a indenizar os americanos do Bolivian Syndicate com 110 mil libras esterlinas. No ano seguinte, o Acre foi finalmente incorporado ao Brasil como território federal e, em 1962, elevado à categoria de Estado.Apesar de ser considerada oficialmente um grande feito, a compra desse estado é muito questionada, principalmente por causa da fortuna que custou ao País. Conclusão : A teoria da Conspiração do Acre é a prova clara de que uma simples brincadeira pode se difundir e ganhar forma de verdade, apoiada pela velocidade em que as informações trafegam pela internet e pela credulidade das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *