Como Montar um TCC

A elaboração da Conclusão de Curso (TCC) é um pré-requisito para obtenção da titulação pretendida. Montar se TCC não é uma tarefa simples, já que existem parâmetros normativos que são exigidos para sua elaboração. Pensando em facilitar a realização do seu da do TCC, selecionamos dicas para montá-lo, mostrando passo a passo de como criar sua estrutura.

Dicas para montar o TCC

Para a elaboração do TCC a primeira coisa a ser feita é escolher um tema que proporcione satisfação durante a pesquisa do aluno.

A procura de materiais e conteúdos para elaboração do trabalho deve ser feita minuciosamente, de forma seletiva e ampla, para que se tenha uma excelente base teórica.

Para a elaboração do TCC a primeira coisa a ser feita é escolher um tema que proporcione satisfação durante a pesquisa do aluno.

A procura de materiais e conteúdos para elaboração deve ser feita minuciosamente, de forma seletiva e ampla, para que se tenha uma excelente base teórica.

Durante a elaboração, é imprescindível que o trabalho não seja feito por meio de cópias e reproduções de ideias alheias, mas sim de estudo aprofundado em teorias já existentes.

O aluno deve contar com a ajuda de um professor orientador para esclarecer dúvidas sobre o trabalho.

Durante a elaboração, é imprescindível que o trabalho não seja feito por meio de cópias e reproduções de ideias alheias, mas sim de estudo aprofundado em teorias já existentes.

O aluno deve contar com a ajuda de um professor orientador para esclarecer dúvidas sobre o tema.

Veja como fazer uma conclusão de TCC (http://pedagogiaaopedaletra.com/posts/como-fazer-uma-conclusao-de-trabalho-tcc/)

Para montar o Trabalho de Conclusão de Curso existem algumas normas que devem ser seguidas. As mais conhecidas são as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e é sobre ela que iremos falar. Confira:

Capa e contracapa: são os primeiros itens do projeto de pesquisa. Na capa deverá conter nome do aluno, título do trabalho, data e dados da universidade. Já na contracapa se repete os mesmos itens da capa, acrescentando dados do orientador e os fins para os quais é destinado o trabalho.

Listas: são itens opcionais do trabalho como as listas de símbolos, abreviações, tabelas e figuras.

Sumário: é um item obrigatório do tcc. Ele é responsável pela enumeração das principais partes da monografia, artigo e outros.

Para montar o Trabalho de Conclusão de Curso existem algumas normas que devem ser seguidas. As mais conhecidas são as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e é sobre ela que iremos falar. Confira:

Capa e contracapa: são os primeiros itens do projeto de pesquisa. Na capa deverá conter nome do aluno, título do trabalho, data e dados da universidade. Já na contracapa se repete os mesmos itens da capa, acrescentando dados do orientador e os fins para os quais é destinado o trabalho.

Listas: são itens opcionais do trabalho como as listas de símbolos, abreviações, tabelas e figuras.

Introdução: essa parte é responsável por constar a relevância do assunto, por meio de citações já feitas anteriormente. Nela deve-se esclarecer o tema e a linha de pensamento do seu trabalho. A introdução deve contemplar a justificativa do projeto de pesquisa.

Revisão de literatura: a revisão de literatura envolve a busca de materiais e documentos para elaboração do trabalho de pesquisa. O aluno deve apresentar uma revisão com temas recentes, levantando questões e evidenciando novas tendências.

Título: no início da revisão deve ser colocado o título e subtítulo do trabalho.

Formulação do problema: o problema é conhecido como a mola propulsora do trabalho. Trata-se de um levantamento de questão em cima do tema escolhido. Essa parte deve ter coerência com o título do trabalho e deve ser expresso preferencialmente em forma de pergunta.

Hipótese: a formulação da hipótese nada mais é do que uma suposição que tenta responder o problema levantado no tema escolhido.

Sumário: é um item obrigatório do tcc. Ele é responsável pela enumeração das principais partes da monografia, artigo e outros.

Introdução: essa parte é responsável por constar a relevância do assunto, por meio de citações já feitas anteriormente. Nela deve-se esclarecer o tema e a linha de raciocínio do seu trabalho. A introdução deve contemplar a justificativa do projeto de pesquisa.

Revisão de literatura: a revisão de literatura envolve a busca de materiais e documentos para elaboração do trabalho de pesquisa. O aluno deve apresentar uma revisão com temas recentes, levantando questões e evidenciando novas tendências.

Objetivo geral e específico: eles determinam o que o pesquisador pretende alcançar com o trabalho. No objetivo geral deve-se colocar uma visão mais geral sobre o assunto. Já no específico, aborda-se um caráter mais concreto, aplicando situações especificas a serem desenvolvidas.

Materiais e métodos: essa parte consiste na explicação minuciosa da ação que será desenvolvida no método do trabalho de pesquisa. Nela deve conter informações como tipo de estudo que será realizado (bibliográfico, descritivo, exploratório etc), considerações éticas da pesquisa, local da pesquisa, forma como serão analisados os dados, caracterização e recrutamento das amostras e quais os procedimentos e instrumentos que serão utilizados na pesquisa.

Cronograma: nele deve conter a previsão de gastos para realizar a pesquisa e o prazo necessário.

Orçamento: esse item deve conter os materiais permanentes e materiais de consumo que serão utilizados na pesquisa e seus respectivos valores. Trata-se de um item obrigatório.

Riscos e benefícios esperados com a pesquisa: essa parte dá oportunidade ao aluno de colocar os riscos que a pesquisa oferece, principalmente aos envolvidos e quais os benefícios que ela pode proporcionar com a obtenção dos resultados.

Conclusão: é nela que são colocados todos os resultados e discussões sobre o que foi desenvolvido durante a pesquisa ou seja, tudo que aconteceu durante a construção do trabalho.

Formulação do problema: o problema é conhecido como a mola propulsora do trabalho. Trata-se de um levantamento de questão em cima do tema escolhido. Essa parte deve ter coerência com o título do trabalho e deve ser expresso preferencialmente em forma de pergunta.

Hipótese: a formulação da hipótese nada mais é do que uma suposição que tenta responder o problema levantado no tema escolhido.

Objetivo geral e específico: eles determinam o que o pesquisador pretende alcançar com o trabalho. No objetivo geral deve-se colocar uma visão mais geral sobre o assunto. Já no específico, aborda-se um caráter mais concreto, aplicando situações especificas a serem desenvolvidas.

Materiais e métodos: essa parte consiste na explicação minuciosa da ação que será desenvolvida no método do trabalho de pesquisa. Nela deve conter informações como tipo de estudo que será realizado (bibliográfico, descritivo, exploratório etc), considerações éticas da pesquisa, local da pesquisa, forma como serão analisados os dados, caracterização e recrutamento das amostras e quais os procedimentos e instrumentos que serão utilizados na pesquisa.

Cronograma: nele deve conter a previsão de gastos para realizar a pesquisa e o tempo necessário.

Referências bibliográficas: é a parte que consta referencias dos documentos e fontes utilizados durante a pesquisa de elaboração do trabalho.

Anexos e apêndices: são itens opcionais que podem ser acrescentados de acordo com cada pesquisa.

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) deve ser elaborado de forma prazerosa e sem medo. Através dele pode-se obter muito conhecimento e novas experiências. Por isso, ele deve ser aproveitado pelo aluno da melhor forma possível. Lembrando que existem outras normas para montar o trabalho, se a sua for as da ABNT, aproveite as dicas

Informe-se sobre as regras da sua instituição Antes de começar o trabalho propriamente dito, explore as possibilidades que o seu curso pode proporcionar a você. “É importante saber os tipos de TCC que a universidade que o aluo está cursando permite. O TCC pode ser um estudo de caso, um projeto experimental ou uma monografia”

Fechando a parte do projeto e começando o referencial e pesquisa

REFERENCIAL – Você pega todos os seus capítulos do referencial teórico, diga que dividiu em 3 seções, fale sobre essas três seções e passe para o próximo até terminar.
Exemplo: Vamos suporte que você tenha os capítulos “AVALIAÇÕES” e “AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO”. Pegue os capítulos que tenham ligação direta com seu TEMA, subdivida em três seções: “Avaliação de desempenho” -> Critérios, Avaliação e Reunião por exemplo. Fale rapidamente, por alto e passe para o próximo.

METODOLOGIA – Fale o passo a passo (trajeto) que você teve que fazer para realizar esse trabalho, explique detalhadamente o que você fez no primeiro dia…segundo dia…etc. Dê uma deixa para continuar explicando a pesquisa…Como se começasse a explicar como fez e depois entrasse em como fez e depois em o que fez.

PESQUISA – Agora chegou a hora de falar da pesquisa, nesse caso como toda pesquisa é diferente, fica difícil ter um roteiro, mas, no entanto, eu acho a parte mais fácil de explicar, pois eu passei meu TCC inteiro trabalhando nisso. Basta explicar cronologicamente o que você fez e qual resultado chegou. Lembre-se de sempre focar em mostrar como sua pesquisa foi resolvendo cada um dos Objetivos Específicos, se você esquecer isso, a banca perguntará.

FECHANDO OBJETIVOS ESPECÍFICOS – Dentro do item anterior “PESQUISA” você deve focar em responder os OBJETIVOS ESPECÍFICOS um a um. Todos devem ser tratados.

CONCLUSÃO – Finalize sua apresentação voltando a falar da justificativa e do seu Objetivo Geral. Diga que seu objetivo foi alcançado e que você está feliz por ter feito este trabalho.

FRASE DE FECHAMENTO – Por fim, busque uma frase de impacto que tenha a ver com o tema e diga que teve contato com essa frase ao fazer o trabalho (faça ligação com a dica do item “JUSTIFICATIVA” e que gostaria de finalizar deixando como ultimo pensamento…). Fale a frase e o autor.

Orçamento: esse item deve conter os materiais permanentes e materiais de consumo que serão utilizados na pesquisa e seus respectivos valores. Trata-se de um item obrigatório.

Riscos e benefícios esperados com a pesquisa: essa parte dá oportunidade ao aluno de colocar os riscos que a pesquisa oferece, principalmente aos envolvidos e quais os benefícios que ela pode proporcionar com a obtenção dos resultados.

Conclusão: é nela que são colocados todos os resultados e discussões sobre o que foi desenvolvido durante a pesquisa ou seja, tudo que aconteceu durante a construção do trabalho.

Referências bibliográficas: é a parte que consta referencias dos documentos e fontes utilizados durante a pesquisa de elaboração do trabalho.

Anexos e apêndices: são itens opcionais que podem ser acrescentados de acordo com cada pesquisa.

Exemplo de estrutura
Siga um modelo de estrutura para facilitar a elaboração da introdução. (Foto: Divulgação)
Siga um modelo de estrutura para facilitar a elaboração da introdução. (Foto: Divulgação)
Você ainda tem dúvidas como fazer a sua introdução? Então vamos esquematizá-la:

1º e 2º parágrafo: apresentação do tema dentro de um contexto.

3º parágrafo: delimitação do tema, apresentado através do problema de pesquisa do seu TCC.

4º parágrafo: apresente possíveis respostas para o problema de pesquisa levantado, ou seja, as hipóteses.

5º parágrafo: em poucas palavras, fale sobre o objetivo geral do trabalho e também dos específicos. Eles são ingredientes fundamentais para o trabalho.

6º parágrafo: apresente a relevância do seu trabalho acadêmico, identificando a importância dele para a sociedade ou comunidade científica. Isso é o que chamamos de justificativa.

7º parágrafo: descreva, em poucas palavras, qual metodologia foi utilizada. Foi pesquisa bibliográfica ou de campo? Você deve especificar o procedimento de forma concisa.

8º parágrafo: apresente a estrutura do trabalho, ou seja, como ele está dividido em capítulos. Lembre-se de falar, resumidamente, sobre o que se trata cada capitulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*