Charles Godfrey Leland (1824-1903)

Leland foi um folclorista americano que escreveu diversos textos clássicos sobre os ciganos inglesses e as bruxas italianas. Quando criança, Leland ouviu contos de fadas irlandeses das babás e imigrantes e também aprendeu o voudon com as criadas negras de sua casa.

Passava o verão com os índios norte-americanos, aprendendo a cultura espiritual deles. Estudou magia com estusiásmo e era chamado de mestre pelas bruxas e ciganos.

Traduziu para o inglês o Divino Pimandro de Hermes Trismegisto.

Em 1870, mudou-se para a Inglaterra, onde estudou a cultura cigana, Desenvolveu uma grande amizade com o rei dos ciganos, que lhê ensinou o idioma romani, a l;ingua dos ciganos

Aceito como cigano, escreveu duas obras clássicas dos ciganos, e tornou-se fundador da primeira sociedade de cultura cigana.

Em 1878, em Florença na Itália, encontrou uma leitora de sorte, e que se referia apenas como Maddelena. Ao saber que era uma bruxa a contratou para reunir marerial sobre a bruxaria italiana, ou stregheria.

O resultado dessa colaboração foi em 1889, a publicação de Aradia, o Evangelho dos bruxas. Foi o primeiro livro registrado com feitiços específicas e encantamentos, que serviu de base para todas as experiências de bruxaria do século XX.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *