Café Pilão X Mackenzie – o estresse do TCC

Veja a mensagem original como nos foi enviada, sem adições ou correções ortográficas.
” ….Vejam o estresse que um simples TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) pode causar. Pedido dos Alunos do Mackenzie ao Café Pilão:
Prezados Srs., gostaria de verificar a possibilidade da realização de uma
entrevista com o responsável pela Área de Marketing a respeito do mercado de café tipo exportação no Brasil. Eu e meus colegas somos alunos do curso de Administração/Comércio Exterior da Universidade Mackenzie e temos como tema do trabalho de conclusão de curso a influência do selo ‘tipo exportação’ no consumo de café no Brasil.

A idéia é estudarmos os efeitos do produto exportável no mercado doméstico e por isso selecionamos profissionais do mercado de café cuja opinião nos seria de algum valor. A entrevista seria agendada conforme a disponibilidade da sua empresa e não levaria mais do que 1h. Aguardo um retorno, e desde já agradeço.
Resposta do Café Pilão:
Agradecemos o seu contato e o seu interesse no nosso Café Pilão. Informamos que nós, do Café Pilão, possuíamos uma política para divulgação das informações sobre os nossos produtos e sobre a nossa empresa. Desta forma, disponibilizamos o site para que o estudante tenha acesso às informações sobre a marca do produto e a empresa possíveis de serem divulgadas. Você poderá acessar nossa página pelo endereço: < http://www.cafepilao.com.br/.
Esperamos que você possa apreciar o site do Café Pilão, pois ele foi especialmente desenvolvido com todo carinho para você! Mais uma vez agradecemos o seu contato e colocamos o Serviço de Atendimento ao Consumidor a sua disposição. Um abraço, Gledes de Souza.
Serviço de Atendimento ao Consumidor.
Réplica dos alunos:
Prezado Sr. Gledes de Souza, somos alunos do último semestre do curso de Administração/COMEX da Universidade Mackenzie. Embora o nosso curso seja meia-boca, Vsa. seja meia-boca e essa água suja que vocês chamam de café seja meia-boca, nós não o somos e a nossa paciência se esgotou. Como Vsa. não deve saber o que é stress, pois a sua existência medíocre não prevê a transposição de limites, prazos, etc, eu gostaria de, em poucas linhas, escrever que é muito foda ralarmos para pagar a facu, mantermos nossos empregos, tentarmos minimamente concluir os trabalhos que sempre deixamos atrasar e ainda termos que aturar respostas imbecis como a que Vsa. nos mandou.
Para tentar fazê-lo perceber o quão estúpida foi a sua atitude, segue um silogismo bem didático, com a seqüência de raciocínio que o seu cérebro de amendoim deveria ter feito:
1. a minha mensagem chegou por meio do site do Café Pilão, portanto eu tenho acesso à Internet
2. a mensagem foi escrita, logo eu sei escrever
3. se eu sei escrever, muito provavelmente eu saiba ler
4. se eu sei ler, tenho acesso à Internet e acessei o site do Café Pilão p/ escrever a mensagem, eu vi o que havia escrito lá
5. se eu me dei ao trabalho de escrever uma merda de mensagem para uma banca de idiotas do serviço de atendimento, é porque eu preciso de algo ALÉM do que está no site.

Ficou claro?
Portanto, meu amigo, eu penso sinceramente que pessoas como Vsa. deveriam ser esterilizadas ao nascer, pois assim pouparíamos as futuras gerações do convívio desgastante que hoje somos obrigados a manter, em nome dos direitos humanos e da civilidade.
Por fim, segue um conselho e um pedido. O conselho é que Vsa. se mate o mais rápido possível, e o pedido é que, antes de se matar, você vá tomar no CÚ.
Tréplica do Diretor de Marketing do Café Pilão
Prezados Formandos:
Como vocês já devem ter percebido, cometeram vários erros na sua solicitação, imperdoáveis em alunos que estão saindo dos bancos de uma universidade para o mercado de trabalho..
Erro 1
Vocês tentaram estabelecer contato com uma grande empresa usando o canal de comunicação errado, ou seja, o SAC, Serviço de Atendimento ao Consumidor. Se vocês já tivessem recebido a graça de um estágio numa empresa medianamente organizada, este fato, além de transformá-los em alvo de piada, jamais lhes renderia um emprego na alta administração, nem menos no telemarketing que é onde as empresas atendem idiotas iguais a vocês.
Erro 2
Vocês também revelaram grande amadorismo em fazer este tipo de contato por e-mail, como se em alguma empresa houvesse profissionais prontos para responder pedidos de filhinhos de papai que deixam os seus trabalhos de aula para a última hora, porque ficam fumando maconha, correndo gatinhas e torrando a grana da família nos botecos da vida. Existe um equipamento chamado telefone, que é atendido por uma profissional chamada telefonista. Aqui na Pilão, casualmente, a telefonista é uma diplomada em Administração pela Mackenzie, com ênfase em Comércio Exterior , que, por suas raízes, certamente abriria as portas para vocês.
Erro 3
O trabalho proposto por vocês é de uma inutilidade espantosa, uma prova de total incompetência para quem está obtendo um diploma de bacharel em administração. Na verdade, é uma pesquisa estúpida e imbecil, pois utiliza uma metodologia completamente errada – ‘entrevistas com profissionais do café ‘ para’estudar os efeitos do produto exportável no mercado doméstico’. Garotos, este tema já foi pesquisado há 10 anos atrás e não tem mais a mínima importância depois que Collor de Mello abriu as fronteiras do Brasil. Naquele tempo, aliás, os jovens, além de estudiosos, também eram politizados. Vocês já ouviram falar dos ‘caras pintadas’ ou acham que isso é apenas um apelido para palhaços como vocês?
Espero, com esta resposta, estar contribuindo para a formação de vocês. Mas, se esta resposta não lhes servir como uma pequena lição, fiquem tranqüilos. Entrem novamente em nosso site e conheçam os nossos projetos sociais, destinados a recuperar jovens drogados, a fazer inclusão digital (ensina inclusive a usar a internet) e a tratar problemas sexuais em jovens estudantes. Ah, antes que esqueça, abriu uma oportunidade de estágio para formandos em Comércio Exterior aqui na empresa: na Namíbia. Sabemos que é no cú do mundo, mas como vocês merecem tomar no cú, é um bom lugar.
Atenciosamente.
Jairo Soares
Diretor de Marketing….”

O caso.
Esse texto, que circula todo final de ano, desde 2005 pela internet, mostrando que depois da recusa de um diretor de marketing da Café Pilão a uma entrevista para uns alunos da universidade Mackenzie, os universitários responderam o e-mail com ofensas, dando início a replicas e tréplicas ofensivas de ambas as partes!
Tcc significa Trabalho de Conclusão de Curso. Criado em 1983, como disciplina obrigatória no curso de Pedagogia da Universidade de Franca, logo tornou-se institucional e se estendeu a todos os cursos de graduação. Refere-se a uma dissertação científica, do cunho monográfico iniciático, que os alunos concluintes devem elaborar.
Bucandoa a fonte dessa notícia no google, obtivemos 3.200 resultados, todos direcionando a blogs e sites que reproduziam o texto, da mesma forma como está reproduzido acima.
Essa história pode até parecer cômica num primeiro momento, mas mostra claramente que tudo não passa da invenção, pois trata-se de mais uma lenda como poderemos notar em alguns pontos a segur:
O correto para se fazer uma pesquisa academica é o envio de uma carta de apresentação e um termo de consentimento no qual a empresa terá conhecimentos sobre a proposta do trabalho a ser pesquisado para então autorizar as pesquisas. Na entrevistada não é obrigatório responder a todas as questões referentes ao seu funcionamento interno. Grande parte do sucesso de empresas como o Google, por exemplo, se deve ao fato de que tudo o que acontece lá dentro não vem a publico!
O texto parece que foi escrito por duas pessoas, a primeira resposta da empresa é muito diferente da segunda resposta! De fato, as duas respostas foram escritas por pessoas diferentes, pois a primeira resposta foi dada pelo SAC e as demais foram dadas diretamente pelo diretor de marketing da empresa, mas acredita-se que uma pessoa com um cargo na direção não usaria termos chulos e ofenderia quem quer que seja.
Todas as palavras oxítonas terminadas em “u” e em “i” não se acentuam, portanto, “cu” não tem acento! Um diretor de marketing deveria conheçer a norma culta.
Jairo Soares, mostrado no texto como sendo diretor de marketing da empresa, não existe.
O Serviço de Atendimento ao Cliente do Café Pilão, confirma essa informação.
Segundo a empresa, essa história começou em 2001 e é verdadeira em alguns pontos:
Em 2001, alguns alunos do Mackenzie solicitaram uma entrevista com a Café Pilão para a conclusão do TCC, mas a empresa não aceitou o convite, pois a política da companhia exige sigilo sobre determinadas questões. A Pilão alega que a resposta ofensiva dada pelos alunos também é real.
Esse assunto encerrou em 2001: Os alunos fizeram a solicitação, a empresa negou e os alunos responderam com ofensas!
Em 2005, o assunto ressurgiu! O e-mail ganhou mais a tréplica de um tal de Jairo Soares, que seria o diretor de marketing da companhia.
Quem quiser falar com o SAC da companhia pode usar esses dois canais:
Pelo site: http://www.cafepilao.com.br/br/Retail/FaleConosco ou pelo fone 0800-707-7442.
Enfim, de 2005 pra cá, todo ano esse texto volta a circular pela rede, talvéz em conicidência com o período de entrega de TCC nas universadade do país.
Essa história também foi pesquisada pelo jornalista Stalimir Vieira e ele também obteve a seguinte resposta:
“…a história é falsa e Jairo Soares nunca fez parte do quadro de funcionários da empresa! Stalimir também ressalta que “a reação dos alunos do Mackenzie seria atribuída ao estresse provocado pelo trabalho de conclusão de curso. Ou seja, quem passou por isso – provavelmente, boa parte dessa moçada que opera os blogs, acaba se solidarizando com o “pé na jaca” enfiado por eles”, afirma Vieira…”
Todos os sites que falava sobre o assunto, uma pessoa denominada Hamilton Paixão deixou seu comentário! E todos os comentários são iguais como podemos ver:
“…Eu também recebi este e-mail. Como algumas coisas que circulam na internet não passam de verdadeiros fake´s resolvi pesquisar sobre essa história. Desde 2005 esse e-mail percorre a internet sem que alguém se manifestasse. Porém sempre no período de entrega de TCC este e-mail ganha forças. Eis que um dia caiu na caixa de entrada de um colunista, que sem perder tempo a postou em sua coluna. Logo a Sara Lee Cafés detentora da marca Pilão e o Mackenzie, se pronunciaram por meio de suas assessorias, afirmando que as possíveis personagens dessa história não passam de FAKES criados por alguém um tanto criativo (não sei se posso dizer isso) que realmente não tinha o que fazer! Ele poderia perder o tempo dele escrevendo livros de ficção científica né? Hahaaa enfim é por causa de pessoas como essas que perdemos um pouco da credibilidade de usarmos a internet como meio de informação….
Conclusão : Temos versões oficiais da Empresa Café Pilão, mais não temos manifestação da Universidade Mackenzie. Se ouve mesmo um bate boca entre alunos, universidade e diretores da eneficiadora de café, isso nunca será confirmado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *