Bebe queimada pede sua ajuda por e-mail!

Essas imagens circulam pela internet desde 2005 e mostra uma criança com o rosto queimado. Junto com a imagem um texto , dizendo que a cada e-mail repassado, a probrezinha ganhará três centavos de euro, para ajudar em seu tratamento. Verdade ou Mentira ?
Veja a imagem abaixo:

Essa é uma daquelas histórias classificadas como meio verdade, meio verdade, pois a foto é real, mas a história é falsa! 
Nesse tipo de corrente muitas vezes, a a foto é verdadeira, porém as histórias que acompanham as fotos as transformam em mentira.
No caso desta foto, o texto que a acompanha diz que ela teria sofrido queimaduras gravíssimas por todo o corpo e que necessitaria de uma operação e que, para cada e-mail repassado, ela ganharia tres centavos de euro para ajudar no tratamento.
Ao ler esse e-mail, a primeira pergunta que vem a mente é a foto é real?
Sim, a foto é real e não há indícios de manipulação digital. 
A garota que aparece queimada na foto se chama Aleksandra Kuczma, ou simplesmente Ola ( o diminutivo, em polonês, de Aleksandra). Em junho de 2005, quando tinha 1 ano e dois meses de vida, o nenêm foi seriamente ferida, depois de ficar presa em um incendio na casa em que morava, na Polônia. Felizmente, seus pais conseguiram salvar a pequena Ola há tempo e, graças imediato socorro e aos cuidados dos médicos, a menina foi salva em um hospítal na cidade de Cracóvia. Apesar da medicina conseguir salvar-lhe a vida, o fogo havia conseguido queimar os cabelos e parte do rosto.
Essa foi a parte real da história. 
Como em muitos outras histórias que, essa também pede para que repassemos adiante e que para cada e-mail repassado, a família da vítima receberá algum dinheiro para ajudar em seu tratamento. 
Agora reciocine, ao repassar o e-mail, alguem teria que pagar pelo tres centavos. 
Quem é a empresa ou pessoa que estaria pagando pelo tratamamento? 
Como saber para quantas pessoas teria sido repassado esse e-mail? 
Isso é impossível de se saber. Apenas ficamos sabendo para quem o e-mail já foi repassado se quem o reapassar não deletar os e-mails anteriores. Se o remetente do e-mail resolver envia-lo com cópia oculta? Não dá pra saber.
Outra questão: Como será feito o pagamento? Essa também é uma pergunta sem resposta! O e-mail não informa como que a criança receberia essa ajuda.
De acordo com o site Hoax Slayer, o e-mail original continha um numero de uma conta em um banco da Polônia, onde os interessados em ajudar poderiam fazer depósitos em nome da menina. Com o tempo, o e-mail foi alterado, transformando-se nesse.
Abaixo, podemos ver a fotoa de Aleksandra, depois de ser atendida pelos médicos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *