Aparição do cavaleiro do apocalipse no Egito

Um vídeo polêmico que circulou no  YOU TUBE. Trata das cenas de protstos dos egípcios contra o  governo, onde resultaram em guerra civil, caos e destruição. 

Mas o que chama atenção  foi uma imagem  estranha no meio da confusão. 

Um  fantasma em forma de um homem montado em um cavalo, passando entre as pessoas. 

Muitos dizem se tratar de um dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse

Será que conseguiram captar uma imagem do fim dos tempos ou será mais uma farsa ?

Na noite de 4 de fevereiro de 2011, a rede de TV americana MSNBC mostrou as imagens de manifestantes na Praça Tahir, no centro do Cairo.

Em demonstração de descontentamento, as pessoas tiravam seus sapatos e os agitava em frente aos telões que exibiam o discurso do presidente, gesto considerado um insulto entre os árabes.

A multidão, que exigia a renúncia do presidente Hosni Mubarak, gritava “Abaixo Mubarak, saia, saia!” e “Vamos te enterrar debaixo da terra” enquanto ateava fogo em carros e em pneus.

Em meio a tantas explosões, uma cena chamou a atenção : a certo momento da reportagem, um fantasma de um cavaleiro montado em seu cavalo aparece em frente às câmeras.

Veja o vídeo : 

Verdade ou Mentira ?

Nota-se que fantasma só se manifestou “dentro da câmera”, ou seja, o Cavaleiro Fantasma só apareceu depois e não na hora em que estava sendo gravado !

Se o fantasma não foi visto na hora, talvez o cinegrafista também não o tenha visto, caso contrário, teria explorado ainda mais o fenômeno.

E, se o cinegrafista não percebeu a tal assombração, como explicar o enquadramento da aparição ? Não se pode enquadrar o que não se pode ver…

Aparentemente, não houve nenhuma manipulação digital no filme. Tampouco foram feitas inserções de computação gráfica dentro do vídeo.

O que aconteceu?

O que houve, foi a captura do reflexo de uma das fogueiras na lente da câmera. Um fenômeno comum nos equipamentos ópticos.

Concluindo.

A aparição do cavaleiro é pura mentira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *