Anões, Gnomos e Leprechaus

Não se sabe muito bem porque os anões sào considerados seres mitológicos, já que eles são reais, são pessoas que vão de 70 centímetros e até 1,20 metros. No passado os anões viviam em comunidades e eram mineiros, artesòs e artífices, funçòes designadas as pessoas pequenas.

Estudos arqueológicos e antropológicos trauxeram indícios que justificam a crença que os anões se baseavam na realidade. Alguns dos habitantes da Europa Ocidental eram pequenos, morenos e tímidos, viviam em densas florestas que cobriam grande parte da Bretanha, da Grà-bretanha, da França ocidental e da Alemanha, eram versados na mineração e na fundição dos metais abundantes nessas regiões. (Sandy Shulman, Dwarfs. p 737).

Os anões da lenda tinham magníficos palácios e rios subterrâneos e eram altamente organizados em dinastias de nobres e reis. Viviam muitos anos e tinham dons especiais e uma sabedoria muito maior do que ados homens comuns. Em suas ferrarias eles forjaram maravilhosos implementos mágicos, armas, armaduras e joias, apreciadas por deuses e heróis.

A sabedoria secreta atribuída aos anões lhês permitia prever o futuro, ficar invisível e assumir outras formas.

Os anões são famosos pelo seu amor pelo ouro e outros metais preciosos epor acumular grandes tesouros nas montanhas. Quem os tratasse com gentiliza e cortesia seria muito bem recompensado. Até o seculo XVIII, muitos anões ocupavam posições de favorecimento nas cortes da Europa, muitas vezes como tutores e companheiros de brincadeiras de crianças nobres.

Os gnomos são os elementais da terra, muitas vezes considerados a sub-raça dos anões. São guardiões das minas e das pedreiras e de todos os minerais preciosos sob a terra.

Os leprechauns são o famoso povo pequeno da Irlanda. Com menos de 50 centímetros de altura vestessem muito bem  eguardam grandes tesouros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *