Animais mitológicos trazidos a luz, O Dragão

O dragão pode ser uma criatura primordial,  uma imagem arquetípica criada pela mitologia, representando um ser que domina os quatro elementos. Pois existem dragões que moram em cavernas, dragões marinhos, e drasgões voadores que soltam fogo pela boca.

Os machos são conhecidos como drakes e as fêmeas como queens, Todos foram representados pelas lendas ocidentais como répteis ferozes, símbolos de um rude poder, indimáveis e hostiz.

Os dragões também são inteligêntes, engenhosos, cruéis e ganaciosos. Tem paixão por acumular tesouros.

Os dragões também são poliglotas, conhecendo a língua de todos as criaturas vivas. Uma gota do sague de um dragão ingerida pelo heróis germânico Sigfrid o tornou capaz de reconhecer a língua dos pássaros e animais. 

Tiamati


Como os feiticeiros, os drgões tem nomes secretos e mágicos, como Vermithraz, Draco, Kalessin e Smaug. Alguns nomes de dragões foram atribuidos a animais pré-históricos, como Velociraptor, Tiranosauro, Carnossauro e Espinossauro.

Kalessin

Os dragões alados pertencem a dois tipos básicos, os quadrúpdes, com asas adicionais como as de morcegos e os Wyvern de duas patas, cuja as asas de morcegos são formadas pelos seus membros dianteiros, que se parecem muito como spterodátilos pré-históricos, fazendo surgir especulações sobre a descoberta de fósseis na antiguidade.

Os dragões na história.

Existem pequenos largatos com asas, de 25 centímetros de comprimento na penísula malaia, chamados de Draco Volens, que foram levados para a Europa e apresentado scomo filhotes de dragão, numa tentativo de provar a existência dos mesmos.
Talvéz as bases biológicas para a existência de dragões vem dos crocodilos, largatos gigantes e vestígios de fósseis, fenômenos desconhecidos ao homem antigo que buscava a explicação em soluções mitológicas. 

Tipos de dragões, draconologia

Hydra é um dragão de várias cabeças. A mais famosa talvez foi a que deu o nome ao seu grupo, a Hydra, um dragão de nove cabeças que iria regenerar duas cabeças para cada uma removida e foi eventualmente morta por Héracles (Hercules na mitologia romana)

Um Wyrm (or worm, ou vurm), é um tipo de dragão que geralmente aparece na mitologia britânica e nórdica. Esses dragões não têm pernas ou braços, somente o longo e escamoso corpo de serpente. 


Geralmente possuem sopro venenoso e a habilidade de regenerar ou reatar pedaços dos seus corpos que foram cortados.

Wyvern é um tipo de dragão que é visto geralmente em brasões e como parte da bandeira das famílias. Esses dragões têm somente duas pernas e uma longa cauda de serpente que eles às vezes usam para apoiar seus corpos. Eles também são geralmente – mas nem sempre – retratados com asas.

Tatzelworm – Tatzelworms são pequenos dragões registrados na Suíça e AustriaEles têm uma cabeça parecida com um gato e um corpo longo de serpente que pode chegar até um metro e meio com duas mãos, ou melhor, garras de pequeno porte. Dizem que eles são capazes de saltar a grande distância.

Tatzelworm

Ouroboros – uma serpente cujo fim é seu começo pois ele come eternamente a sua própria cauda.

Naga – Nagas são pseudo-dragões que geralmente são retratados como tendo uma cabeça humana e corpo de serpente.

Icedrake – Um dragão com as pernas e sem as asasIcedrakes exalam neve e granizo e são geralmente de cor branca ou luz de cor azuladaEstes tipos de dragões não voam, eles se parecem com lagartos grandes, tendo cerca de 5-20 m de comprimento. Como os firedrakesicedrakes manteem hordas de tesouro. 

Firedrake – Um dragão com as pernas e sem as asasFireDrakes tem o fôlego de fogoe são geralmente de cor avermelhadaNa Europa, muitas cidades foram nomeados após esse dragãoDrakeford, Drakeshill, Draguignan.


Dragonet – 
Eles são pequenos dragões inferiores a 1,5 m de altura, mas muito ferozes e hostis aos seres humanos. Estes pequenos dragões” podem ser encontradas nos contos de origem Suíça, durante a Idade Média.

Amphiptere – AmphiptereAmphithereou Amphitere é um termo usado para descrever um tipo de serpente alada sem pernas encontrada em heráldicas européias e, posteriormente, nas modernos livros de ficção cientifica e fantasia.


Amphisbaena – 
AmphiptereAmphithereou Amphitere é um termo usado para descrever um tipo de serpente alada sem pernas encontrada em heráldicas européias e, posteriormente, nas modernos livros de ficção cientifica e fantasia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *