Loto Fácil Exert Profissional

Letra e Música

Confortable Numb - Pink Floyd

Hello?
Is there anybody in there?
Just nod if you can hear me
Is there anyone at home?
Come on, now
I hear you're feeling down
Well I can ease your pain
Get you on your feet again
Relax
I'll need some information first
Just the basic facts
Can you show me where it hurts?
There is no pain you are receding
A distant ship's smoke on the horizon
You are the only coming through in waves
Your lips move but I can't hear what you're saying
When I was a child I had a fever
My hands felt just like two balloons
Now I've got that feeling once again
I can't explain you would not understand
This is not how I am
I have become comfortably numb
I have become comfortably numb
Okay
Just a little pinprick
There'll be no more
But you may feel a little sick
Can you stand up?
I do believe it's working good
That'll keep you going through the show
Come on it's time to go
There is no pain you are receding
A distant ship's smoke on the horizon
You are the only coming through in waves
Your lips move but I can't hear what you're saying
When I was a child I caught a fleeting glimpse
Out of the corner of my eye
I turned to look but it was gone
I cannot put my finger on it now
The child is grown the dream is gone
I have become comfortably numb

Análise da Música

Quando se fala das músicas mais tocadas de Pink Floyd, entre elas com certeza está, Confortable Numb.
Essa canção lançada em 1979, no álbum The Wall e uma composição de David Gilmore com Rogers Walters.
Inicialmente composta para fazer parte do álbum solo de David Gilmore, onde o mesmo havia composto somente a melodia. Mais ao mostrar a canção para os outros integrantes da banda, os mesmos acharam que essa deveria fazer parte do novo projeto do grupo, a ópera rock, The Wall.

Sendo assim, Roger Walters, colocou a letra sobre a melodia de Gilmore, criando esse trabalho, Confortable numb, que em português pode ser traduzido como anestesiado confortável.

A letra trás o diálogo de uma pessoa que está em um estado de letargia com um médico que tenta reanima-lo.
Já no filme, The Wall, a cena trás o protagonista Pink, quase que em coma, devido ao uso de drogas, enquanto seu empresário tenta reanima-los com a ajuda de uma equipe médica, para que o mesmo possa fazer um show.

Muitos dizem que Rogers Walter escreveu essa música com base em experiência no uso excessivo de drogas, outros dizem que na verdade se trata da vida de Cid Barrett, fundador do Pink Floyd, que devido aos excessos ficou incapaz de acompanhar o grupo e foi substituído por justamente por David Gilmore. Com certeza a vida de Cid Barret daria um capítulo à parte na história do rock progressivo.

Mais segundo o próprio Rogers Walters, a letra foi inspirada em experiências pessoais que o mesmo teve, na infância quando acometido de uma febre intensa, onde suas mãos ficaram inchadas como se fosse dois balões e outra na vida adulta, quando durante uma turnê do grupo nos Estados Unidos, ficou doente devido a complicações no fígado, onde ficou em um estado semicomatoso, igual ao personagem da música.

Roger Waters canta com Eddie Vedder:

Veja a cena do filme The Wall com a música:

Copyright © 2018-2019 @ Heitich Media Digital - Veja o nosso podcast no soundcloud com dicas de músicas e análises, assista tambêm o nosso canal no youtube com muitas playlists e análises de música.

Hashtags: #discografias #letras #anos80 #analisedemusica #paradadesucesso