Loto Fácil Exert Profissional

AS MÚSICAS QUE FIZ PRA NOZES

Vital e Sua Moto – Uma união feliz.

Essa música foi o primeiro grande sucesso do grupo Paralamas do Sucesso, gravada no seu primeiro disco, Cinema Mudo no distante ano de 1983, trata-se da história de um rapaz que queria comprar uma moto.

O ano de 1983, foi marcante para o início da carreira dos Paralamas do sucesso, após gravarem uma fita demo, que tocou na extinta rádio fluminense, com a música Vital e Sua Moto, foram convidados para compor o seu primeiro álbum de estúdio, o cinema mudo.

O fato mais característico dessa música é que ela trata de uma história real, foi feita em homenagem ao primeiro baterista do Paralamas do Sucesso, o falecido Vital Dias, que foi demitido por faltar a uma apresentação da banda, sem motivo aparente e substituído pelo sorridente João Barone.

Talvez o verdadeiro motivo de sua demissão seja não ter levado a carreira tão a sério, pois foi um dos fundadores do grupo, junto com Bi Ribeiro e Herbert Viana, já durante o curso pré-vestibular, em que os mesmos frequentavam, mais decidiu se dedicar aos estudos formando-se em engenharia elétrica, e foi trabalhar como funcionário público no hospital do exército de no Rio de Janeiro.

Muitos comparam ele ao icônico Pete Best, baterista dos Beatles que deixou o grupo para ser substituído por Ringo Star. Mais Vital não dizia não se sentir assim, apenas estava com a cabeça em outras coisas que achava mais importantes. Mais ligando ou não para o assunto, temos de admitir que foi uma grande oportunidade perdida.

Mesmo com o desagradável episódio, Vital ainda foi homenageado por Herbert Viana nessa canção, em que ele conta a saga do amigo que queria comprar uma moto, para ter mais mobilidade e liberdade de ir e vir. Infelizmente seu nome nem chega a constar nos créditos do primeiro disco do grupo e o único que teve alguma participação.

Vital também foi um dos responsáveis pela escolha do nome da banda, Paralamas é uma homenagem as guitarras Fender, que em inglês quer dizer "Paralamas".

Vital Dias faleceu aos 55 anos de idade, vítima de câncer. Na época toda se perguntavam, morreu de moto? Mais não. A moto da música era uma Yamaha DT 87, que ele vendeu tempos depois.
Outra curiosidade sobre essa música é que a direção da gravadora, pediu para que fosse acrescentado um refrão que não existia, que era: "Os Paralamas do sucesso vão tocar na capital, Vital e sua moto, mas que união feliz", e também foi acrescentado um valioso coro feito pelos Golden Boys no final. Ainda bem que eles aceitaram a mudança, pois valorizou a música.

Veja na descrição do vídeo o link para o clip original, detalhe a moto não é uma DT180 e sim um Honda XL250:

Veja também uma montagem da música com raras cenas dos anos 80.

Ouça o Podcast sobre a análise da música:


Copyright © 2018-2019 @ Heitich Media Digital